Diversos‎ > ‎

Jesus no Lar: roteiro para a realização do Evangelho no Lar

postado em 30 de jan de 2011 07:09 por Webmaster SEJA   [ 30 de jan de 2011 07:10 atualizado‎(s)‎ ]

  1. Escolha um dia da semana e um horário conveniente para os membros da família. Caso a família não adira à proposta de realizar o evangelho realize-o sozinho mesmo.
  2. Prepare o ambiente com antecedência, desligando as fontes externas de barulho: som, TV, telefones fixos e móveis, interfone e campainha. Lembre-se do visitante ilustre e arrume a mesa e coloque um pouco de água em pequena jarra. Um som ambiente, com música relaxante ajuda os membros da família a desligar a fonte interna de inquietação: a mente!
  3. Escolha leituras para o momento. Obras como Vida Feliz, de Joanna de Ângelis, e a coleção Fonte Viva, de Emmanuel, podem ser usadas como leituras iniciais. O Evangelho Segundo o Espiritismo ou as obras de mensagem de Joanna podem ser usadas como leituras centrais. Se crianças participam do evangelho, é importante ter leituras ao nível de compreensão delas. Cartilha da Natureza, de Casimiro Cunha, e Cartilha do Bem, de Meimei, são boas dicas. Para os adolescentes, O Evangelho para os jovens é adequado.
  4. A reunião deve durar entre 20 a 30 minutos. Se a família desejar, pode ser alongar um pouco mais, desde que não se perca o foco e se realizem estudos. O roteiro básico é o seguinte: na hora marcada, com todos já à mesa, deve-se fazer uma leitura breve, seguida da prece inicial. Depois, a leitura central, seguida dos comentários sobre ambos os textos, suas conexões, as ideias centrais, os ensinamentos para vida. Por fim, faz-se a leitura de encerramento e a prece final. Se crianças e adolescentes participam do grupo, deve-se estimulá-las a fazer leituras em voz alta e uma das preces. Se visitas estão na casa, devem ser convidadas a fazer parte da reunião, que não deve deixar de ser realizada por esse motivo.
  5. Por mais graves que sejam os problemas familiares, o momento do evangelho é de paz, por isso agressões verbais, ironias ou tentativas de direcionar o comentário para o problema pessoal de um dos membros devem ser evitadas.
  6. O evangelho no lar é momento de comunhão espiritual dos encarnados sob a supervisão dos espíritos amigos da família, portanto, manifestações mediúnicas atormentadas são inadequadas para o momento.

Comments